quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Sozinho no meio de uma multidão...


Parece uma antítese, "Sozinho no meio de uma multidão..." mas na mente humana tudo é possível, e muitos sabem do que falo...Estou a passar por uma fase difícil da minha vida, foi uma grande mudança, era tudo diferente, uma casa diferente, viver com pessoas diferentes, lidar com meios de transporte diferentes, gentes diferentes, uma cidade e não uma aldeia. Aquele momento em que o entusiasmo desaparece e só queremos voltar para casa, ter o aconchego da nossa cama, o colo da nossa mãe. Primeiro tentamos ser fortes, mas por trás de alguém que parece forte está uma alma frágil, é como dizia alguém: "Um homem também chora quando assim tem de ser...". Por incrível que que pareça sentia-me só no meio dos meus velhos amigos, no meio dos meus novos amigos, no meio de algumas 3000 pessoas num auditório, em casa, não conseguia estar parado, ora vinha sentar-me no sofá, era ia de pé para trás do sofá, ora ia para o meu quarto, mas também não estava la muito tempo...Basicamente não estava bem, o aconchego de um abraço amigo não me chegava, todos me diziam: "Eu também me senti assim...", mas eu pensava, cada um é como cada qual, cada um lida com as coisas à sua maneira e eu não conseguia estar ali...Conclusão, adiei os meus projetos por um ano, vou trabalhar por mudar um pouco o meu projeto inicial, estou em casa, estou medicado e para o ano retomo o meu novo projeto...Eu nunca fui pessoa de desistir de algo a meio, mas acho que há momentos na vida em que temos de por o orgulho de lado e cuidar de nós!

2 comentários:

  1. Sei como te sentes, acredita que sei... As coisas vão acabar por melhorar, leva o tempo que for preciso para te sentires novamente bem! Depois sim, retomas o que deixaste pendente e, aí ainda com mais forças, já vais preparado para o que te espera! Até lá, muita força!!!

    ResponderEliminar